Tuesday, June 24, 2014

É assim que os Bancos nos tratam

A história é verídica.


Parece piada, mas não é....

Aqui está o registro de diálogo REAL com o CITIBANK sobre o cartão de crédito de uma cliente, que já havia falecido.
A senhora morreu em julho de 2010 e o Citibank faturou os meses de agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro, janeiro e fevereiro
com as despesas de manutenção anual em seu cartão de crédito e acrescentou multas por atraso e juros sobre a mensalidade.

Um membro da família fez uma chamada para o Citibank.

Membro da família:
"Estou ligando para dizer que ela morreu em julho de 2010.

Citibank:
"A conta dela  não foi fechada e os juros de mora e encargos ainda se aplicam."

Membro da família:
"Talvez você deva colocar à fundo perdido.

Citibank:
"Não posso, são meses de atraso"

Membro da família:
Então o que farão quando descobrirem que ela está morta?

Citibank:
"Nós encaminharemos relatório da conta para a divisão de fraudes e denunciaremos ao SPC!"

Membro da família:
"Você acha que Deus vai ficar bravo com ela? '

Citibank:
"Desculpa-me não entendi?"

Membro da família:
"O que você não conseguiu entender - a parte sobre ela estar morta?"

Citibank:
"Senhor você terá que falar com meu supervisor."

Membro da família:
"Estou ligando para dizer que ela morreu em julho de 2010 com um saldo ZERO

Citibank:
"A conta não foi fechada e juros de mora e encargos ainda se aplicam."

Membro da família:
"Você quer dizer que  deseja tomar a sua propriedade?
Ela não tinha bens e morava de aluguel"

Citibank: (silêncio)
Você é advogado dela?

Membro da família:
"Não , eu sou seu sobrinho-neto.

Citibank:
"você pode nos enviar por fax um atestado de óbito?

Membro da família:
"Claro." (Em seguida o fax foi enviado)

- Depois de receber o fax:

Citibank:
"Nosso sistema não é  configurado  para a morte.
Eu não sei o que mais posso fazer para ajudar. "

Membro da família:
'Bem se você descobrir isso seria ótimo!
Se não, você poderia simplesmente manter seu faturamento.
Ela não vai se importar.

Citibank:
"Bem os juros de mora e encargos serão ainda aplicáveis."
Membro da família:
"Será que você gostaria do novo endereço dela para enviar cobrança?

Citibank:
"Isso seria ótimo e poderia ajudar ..."  

Membro da família:
"Cemitério Memorial Boa Viagem Av. Redenção 129, lote 69."

Citibank:
"Senhor, isso é um cemitério!"
 
Membro da família:

"É a nova morada dela, local onde vão as pessoas mortas em nosso planeta!!!

 “Alerte as pessoas de sua família para, quando você MORRER,
eles não esquecerem de cancelar o seu CARTÃO DE CRÉDITO
e fechar a sua conta no BANCO.”

Friday, April 27, 2012

O profeta estava afogando homens em Grande Wyk quando vieram lhe dizer que o reiestava morto.Era uma manhã fria e de ventania, e o mar mostrava o mesmo tom plúmbeo do céu.Os primeiros três homens tinham oferecido sem temor suas vidas ao Deus Afogado, maso quarto era fraco na fé e começou a se debater quando os pulmões gritaram por ar. Mer-gulhado até a cintura na rebentação, Aeron segurou o rapaz nu pelos ombros e empurrou--lhe a cabeça para baixo quando ele tentou inspirar um pouco de ar.– Tenha coragem – ordenou. – Viemos do mar e ao mar temos de regressar. Abra aboca e beba profundamente a bênção de deus. Encha os pulmões de água, para que possamorrer e renascer. De nada adianta resistir.Ou o rapaz não conseguia ouvir com a cabeça submersa nas ondas, ou a fé o tinhaabandonado por completo. Desatou a espernear e a se sacudir com tamanha violência,que Aeron teve de pedir ajuda. Quatro de seus afogados entraram na água para segurar odesgraçado e mantê-lo submerso.

Wednesday, March 09, 2011

Cuida do Mais Importante

Um jovem recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a um outro rei de uma terra distante. Recebeu também o melhor cavalo do reino para levá-lo na jornada.
- Cuida do mais importante e cumprirás a missão! Disse o soberano ao se despedir.
O jovem escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa amarrada à cintura, sob as vestes. Pela manhã, sumiu no horizonte.
Para cumprir rapidamente sua tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Exigia o máximo do animal. Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe aliviava da sela e nem da carga, tampouco se preocupava em dar-lhe de beber ou providenciar alguma ração.
- Assim, meu jovem, acabarás perdendo o animal, disse alguém.
- Não me importo, respondeu ele. Tenho dinheiro. Se este morrer, compro outro.
Com o passar dos dias e sob tamanho esforço, o pobre animal não suportando mais os maus tratos, caiu morto na estrada. O jovem simplesmente o amaldiçoou e seguiu o caminho a pé. Passadas algumas horas, ele se deu conta da falta que lhe fazia o animal. Estava exausto e sedento. Já havia deixado pelo caminho toda a tralha, com exceção das pedras, pois lembrava da recomendação do rei:
- Cuide do mais importante!
Como sabia que poderia cair a qualquer momento e temendo ser assaltado, escondeu as pedras no salto de sua bota. Mais tarde, caiu exausto no pé da estrada, onde ficou desacordado.
Para sua sorte, uma caravana de mercadores que seguia viagem para o seu reino, o encontrou e cuidou dele. Ao recobrar os sentidos, encontrou-se de volta em sua cidade.
Imediatamente foi ter com o rei para contar o que havia acontecido e com a maior desfaçatez, colocou toda a culpa do insucesso nas costas do cavalo “fraco e doente” que recebera.
- Porém, majestade, conforme me recomendaste, “cuidar do mais importante”, aqui estão as pedras que me confiaste. Devolvo-as a ti. Não perdi uma sequer.
O rei as recebeu de suas mãos com tristeza e o despediu, mostrando completa frieza diante de seus argumentos. Abatido, o jovem deixou o palácio arrasado. Em casa, ao tirar a roupa suja, encontrou na bainha da calça a mensagem do rei, que dizia:
- Ao meu irmão, rei da terra do Norte. O jovem que te envio é candidato a casar com minha filha. Esta jornada é uma prova. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo. Recomendei que cuidasse do mais importante. Faz-me, portanto, este grande favor e verifique o estado do cavalo. Se o animal estiver forte e viçoso, saberei que o jovem aprecia a fidelidade e força de quem o auxilia na jornada. Se porém, perder o animal e apenas guardar as pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem aqueles que o servem.

Wednesday, February 09, 2011

Assinatura Digital

Existem dois tipos de assinatura digital: as destinadas às pessoas físicas ou pessoas jurídicas. No caso de pessoas físicas o valor por um ano de uso fica em torno de R$100. Para empresas (pessoas jurídicas) o valor é mais alto e varia entre R$ 150 e R$300 sem incluir os dispositivos de segurança como o token ou o conector USB. As empresas que podem lhe garantir menos dores de cabeça na hora de verificar arquivos estão na lista do ICP-Brasil.